2007/09/26

salta-se o beijo....

pois hoje é só mais um dia.
mais um daqueles que nem bons nem maus, vão passando.
agradecemos aos deuses a generosidade pelo que temos
amaldiçoamos o diabo ou os deuses menos bons pelo que nos tiraram ou ainda não nos deram
sorrimos ao vizinho do lado, não vá ele vingar-se e riscar a pintura metalizada da viatura
dizemos bom dia a quem nos sorri, e mesmo a quem não o faz.
beijamos quem nos estende o rosto
abraçamos...

abraço não é coisa que se dê todos os dias...
e às vezes bem falta nos fazia. Claro que quando digo "nos" refiro-me apenas a mim... um hábito monárquico que gosto de manter...
mas a verdade é que sei que não sou só eu. há tanta gente que conheço que com um abraço diário se lhes notariam, certamente, melhoras imediatas...

a falta de amor é o pior dos venenos, mais ainda quando somos nós próprios a envenenarmo-nos...

e detesto beijos convencionais, que se dão porque têm de se dar. Gosto de gostar de beijar alguém (e refiro-me aos inocentes dois beijinhos que damos, um de cada lado da trombita do interlocutor). Gosto de sentir alguma vontade nos beijos que recebo nas bochechas.
ABAIXO OS BEIJOS FORÇADOS!

Desafio quem queira ser desafiado a dar só os beijos que queira. O aperto de mão foi feito para se dar.... e mesmo assim para alguns casos, já é um toque demasiado próximo...
também faz parte do desafio arranjar forma de falar aos outros sem beijos, sem toques próximos, a não ser que estes apeteçam mesmo.
se só dermos aqueles que queremos, todos esses valerão a pena dar e sentir.
terão de facto um significado. e isso é sempre bom. as coisas quererem dizer alguma coisa. e "um beijo é sempre um beijo", lá cantava o sam em casablanca. O que ele não cantou e é verdade, é que também são universais e o seu sentido - com uma outra diferença naturais num mundo multicultural que é o nosso - é o da ternura, o da vontade de sentir a pele do outro (e isto não tem nada de sexual... é inocente... falo de beijos na cara!!)
vá lá já temos de fazer tanta coisa forçados... não faz muito sentido que dar beijos seja uma delas!