2014/01/05

O Eusébio morreu, o Nelson Ned também.
O Cavaco não foi às cerimónias fúnebres do Saramago porque estava de férias, mas lamenta terrivelmente a perda que o país hoje sofreu.
Nada contra o futebol, nada contra os futebolistas, mas é inevitável estabelecer a comparação entre o tratamento dado a alguém que tinha um talento inato, que deu alegrias aos adeptos do futebol, que foi o único português/moçambicano conhecido no estrangeiro, a par da Sra. D. Amália; e o tratamento que mereceu do sr. PR o único Nobel da Literatura português.

Cavaco go home you're drunk!