2012/11/29

Estreia Hoje


A partir das 21h30 há muito para ver: a Carla Castanheira, a Mariana Soares e o Paulo Ramalho (performances), a instalação sonora do Alexandre Catarino; as instalações do Miguel Pires e do José Baião e a ilustração do Paulo Monteiro; e as vozes da Ana Albuquerque e do Mário Abel.

Às 22h começa a performance principal com a Ana Lúcia Magalhães e o Manuel Nobre (com o seu baixo), com o texto e encenação do António Revez, com o desenho de luz e a operação de luz e som do Ivan Castro e com os cenários da Ana Rodrigues que também fez o cartaz e a folha de sala.

Os sócios, já se sabe, têm desconto (só pagam 1,5€) e o resto da malta paga 3€.

Está em cena hoje e amanhã. E a coisa fala do amor carnal. Ora vejam lá a sinopse:


Quero-te no espaço mínimo de dois corpos”, um amor urgente, desesperado, um desejo de sexo, uma sede de prazer ao corpo do outro. Uma libertina sem pudor que deambula de corpo em corpo.
Nesta terceira performance do Ciclo 1 Actor – 1 Músico entramos no universo do amor carnal, do sexo pelo sexo, sem paixões. Uma mulher que vive na margem da paixão, que se alimenta do prazer puro, sem ameias, sem laços, sem…
Hoje vivemos um tempo de compromissos, onde o amor é discutido e usufruído nas repartições de finanças, nos cartórios das conveniências. A mulher que apresentamos é um animal sedento de carne, um corpo em busca do prazer imediato, como o desejo.