2011/02/04

A dia 3 de Fevereiro da era de dois mil e onze

moi chéri não faz ideia do que há-de escrever, ainda que lhe apeteça bater nas teclas e só essa vontade justifica o presente post.
assim sendo... confirma-se a teoria que defende:
quanto mais tenho para dizer mais me calo.

Julgo que se prende com a dificuldade de encontrar a ponta do fio que está, de momento, enrolado num novelo.
E enquanto a brecha deixa entrar uma mini corrente de ar e eu tento desfazer o novelo... o mais provável, será a falta de assunto e de interesse.

Não levo a mal se deixarem de cá vir. Quando as coisas encarrilharem eu dou uma apitadela.

"Estás tão calado. Deves ter muito para me dizer."
in: A Leviana de António Ferro