2011/01/16

obsessões

nos assuntos de música e poesia, sou uma gaja um bocado obcecada.tal como só oiço b fachada de há uma semana para cá, e canto a mesma música durante todo o santo dia, seja em modo audível seja para dentro (que soa sempre muito melhor), desde há três dias (acho eu) só leio al berto. porque sim. e hoje descobri este.


Dizem que a paixão o conheceu


dizem que a paixão o conheceu
mas hoje vive escondido nuns óculos escuros
senta-se no estremecer da noite enumera
o que lhe sobejou do adolescente rosto
turvo pela ligeira náusea da velhice

conhece a solidão de quem permanece acordado
quase sempre estendido ao lado do sono
pressente o suave esvoaçar da idade
ergue-se para o espelho
que lhe devolve um sorriso tamanho do medo

dizem que vive na transparência do sonho
à beira-mar envelheceu vagarosamente
sem que nenhuma ternura nenhuma alegria
nunhum ofício cantante
o tenha convencido a permanecer entre os vivos