2011/07/27

Manta Rota city

a bombar, oh yeah, bronzes, loiras, caipirinhas, ameijoas nem vê-las, ainda, vá de carapau e costeletas do cachaço, a assadeira é a melhor (que se conseguiu arranjar), sementes de linhaça e nada trabalha na mesma. calor, cervejinhas geladas e vá uma caipirinha (já me estou a repetir). amanhã praia, e grelhados, e coiso e cenas e pode ser que ameijoas ou peixe espada, saladas e pipas e coiso e cenas. e andar na areia e depois na estrada. e depois nadar e tampões para os ouvidos, roxos. e eu deixo de ouvir e a água até nem está fria, mas o vento... e depois salpica. e os putos gritam e chapinham e devia ser proibido o chapinhanço em espaços públicos. e depois protectores e factores 50. e pegajosas e brilhantes e areias. e coisas e cenas. e amanhã tenho de passar a toalha de praia por água doce que de tanto sal já se tem de pé sozinha. e o bronze, o bronze, o bronze e o sol que está tão quente e a criança que não pára de chorar. e se agora fosse à agua? deixa-me acabar o capítulo e depois... vou para a cadeira, vou para a sombra, vou a água,, os tampões, um figo doce, doce, pegajoso, muito pegajoso e doce. e à beira da água, há mais água, mais quente e mais limpa menos verde, e mais quente, quente, quente, do xixi todo que ali se acumula, mas lavo as mãos no xixi que a água mesmo água, verde e fria está mais longe. e tem ondas e salpica e ....